The Story of Stuff

junho 30, 2010

Há um certo tempo atrás você deve ter ouvido falar e provavelmente assistido o famoso vídeo que surgiu no Youtube chamado “The Story of Stuff” (A História das Coisas). Pois é, para os que não sabiam, assim como eu, esse vídeo fez tanto sucesso que se tornou um projeto de luta por uma solução para o atual estado de destruição do planeta e por um modelo econômico auto-sustentável. Além disso, eles criaram outras duas animações e alguns materiais com conteúdos abordados nos vídeos e muitas outras coisas. O projeto atualmente é suportado através de doações e ações voluntárias por pessoas de todo mundo. Se você é a favor de um planeta mais limpo e está insatisfeito com a sua atual condição de ócio colaborativo, esse é o momento!

The Story of Stuff Project

Validation

junho 30, 2010

Qualquer descrição que eu possa fazer será rasa demais para descrever o que eu vi nesse curta.
O melhor que eu posso fazer é: Genial!

Velho Lobo

junho 28, 2010

Ultimamente muitas coisas têm me incomodado.
Não por estarem ruins ou boas, mas por serem como são.
E sinto meu espirito jovem já muito cansado de criticar o seu mundo ao redor.

Já se passaram muitas batalhas e ao fim de cada uma delas não pude ver o que se ganhou ou o que realmente se perdeu.
Tudo sempre foi como correr numa esteira.
Nada mudava de lugar, só que ainda existia um propósito na corrida.

Mas agora o caminho muito já se encurtou e no lugar do horizonte infinito jaz uma muralha implacável de pedras.
Em alguns momentos ela é assustadora, noutros tranquilizante, mas na maior parte do tempo, simplesmente é.

Ainda assim, não consigo fechar os olhos da minha mente e aceitar o cansaço do meu espirito.
Já era a hora de saber a resposta para todas as coisas da vida ou pelo menos as respostas para a minha vida.
Quem sabe ao menos alguma resposta.

Pois é justamente essa falta de compreensão avassaladora que me bombeia de um sentimento de calmaria e consciência.
Quase como se fosse possível sentir a compreensão absoluta e entrar em equilíbrio com o universo.

Hahaha.

Talvez seja a idade.
Talvez eu esteja velho demais para o mundo…
Talvez ele esteja velho demais para mim.